24 fevereiro 2016

Festa infantil barbaramente saudável

Depois de uns meses sem escrever no blog, volto com um tema bem legal, com dicas para uma festa infantil mais saudável e também gerando menos lixo.

Como aqui meu filho sempre me vê cozinhando e testando receitas, ele tem uma relação com a cozinha bem próxima e desde muito pequeno, também incentivo que ele faça algumas coisas comigo. Na escola, ele também tem aulas de culinária, o que ajuda ainda mais nessa relação.

Assim, o tema escolhido foi "a cozinha do chef". Desde que falei para ele que faria sobre isso, ficou muito empolgado e contava para todos que a festa dele ia ser de chef :)

Pesquisei diversas receitas e queria focar não só na saúde mas também no paladar infantil. Sei que mesmo a escola incentivando a alimentação saudável, nem todas as crianças curtem alimentos menos doces, integrais, entre outros.

Na semana anterior, testei algumas receitas que desejava fazer e as escolhidas foram:
- red velvet (veludo vermelho) integral com beterraba no lugar do corante para o bolo e açúcar mascavo
- bolinhos integrais de cacau, leite de coco e demerara para a oficina de confeitaria (afundaram, mas eles gostaram rs)
- brigadeiro de biomassa de banana verde, cacau e mascavo (nem na mais remota possibilidade dá para dizer que não tem leite condensado)
- pizza com massa 100% integral (receita já publicada aqui - Pizza-da-nonna-Julieta )
- bolinhos assados de arroz integral com parmesão
- suco de melancia servido diretamente na melancia, sugestão de uma amiga. Fez sucesso.
E para confeitar os bolinhos? Não queria usar também o brigadeiro de biomassa, procurava um sabor diferente e resolvi fazer o creme de abacate com cacau.
Precisava também de um cream cheese para o red velvet, mas não encontrava nada que ficasse com textura semelhante e não utilizasse creme de leite ou o próprio cream cheese. E testando aqui e ali, criei um creme de ricota com limão maravilhoso. Meu "menino dos olhos". Além de recheio do red velvet, também serviu como cobertura na oficina dos bolinhos.
Ah, para enfeitar, comprei amendoim triturado, passas, flocos de arroz, além do coco ralado que sobra ao coar o leite de coco caseiro.
Os salgados foram muito bem aceitos, todos comeram bastante. Os bolinhos também foram devorados. Fiquei impressionada como eles comeram bem as coberturas, como não sou fã de creme de abacate, achei que alguns poderiam não gostar, mas foi sucesso.
O brigadeiro não teve muita saída, mas, como foi servido depois da comilança de bolinhos, e não estava muito doce, acredito que os 2 fatores influenciaram. Recomendo a quem fizer, testar com açúcar demerara ao invés de mascavo, pois deve agradar mais.

Como geralmente modifico receitas, vou publicar as originais e modificações que fiz.

E as lembrancinhas? A madrinha preparou aventais e touquinhas em tnt, ficaram fofas. Também comprei colheres de pau para cada um.



Quanto ao lixo, fizemos tudo em tamanhos pequenos e para comer com guardanapos. Apenas os copos foram descartáveis para não dar muito trabalho para a escola, apesar deles utilizarem os de vidro diariamente. O brigadeiro em ponto de colher, ao invés de ser servido em copinho, foi servido em colher mesmo, bem no estilo, comendo brigadeiro direto na panela :D

Outro detalhe foram os presentes. Já havia conversado com os pais que não vejo necessidade em ter grandes quantidades de brinquedos, além disso, o aniversário era 2 meses após o natal, ou seja, já tinha feito doações em dezembro.
O método montessori também sugere o rodizio de brinquedos; de tempos em tempos, separar alguns e guardar para que a criança brinque com outros, mas no meu critério de organização e ser feliz com o mínimo possível, acho que se ficou guardado por um tempo, não é necessário, então prefiro que ele tenha menos e brinque com tudo.
Mas também sei que a criança cria expectativa em receber um presente e o convidado, em presentear. Dependendo dos valores de cada família, não necessariamente esse presente precisa ser algo comprado e deixei livre para que cada um fizesse como achasse melhor, pois ficaríamos gratos com presentes comprados ou não.
E assim, foi o aniversário de 4 anos do meu maior motivador na busca de uma vida saudável e sustentável para a construção de um futuro melhor.


obs| todas as fotos são de arquivo pessoal, desejando compartilhar, por favor, relacionar ao blog.