26 novembro 2015

Pizza da Nonna Julieta perpetuada por minha mãe e agora Barbaramente Saudável

Minha avó fazia uma pizza maravilhosa que somente minha mãe, sua nora, permaneceu fazendo. Mas, como boa natureba:), precisava fazer duas modificações importantes - usar farinha orgânica e integral!

Lembrando, essa pizza é a verdadeira, massa sem lactose e sem ovo. Esse papinho de muitas marcas que colocam na frente do pacote "sem lactose", "sem ovo", é apenas chamariz para venda, pois se a massa levar esses 2 itens, não é original, é adaptação.

Pizza leva apenas farinha de trigo, fermento biológico, água, óleo e sal, só!

Nos testes com a integral, percebi que como qualquer pão, você não pode usar só a integral, se não a massa fica muito pesada, mas dá certo usar a maior parte integral e um pouco da branca.

Dica importante, peneire a farinha integral e ela ficará mais fina. O que sobrar de farelo de trigo, pode acrescentar em outras receitas.

E a dica principal, use farinha orgânica, pois é uma farinha de qualidade com garantia e certamente o glúten não te deixará estufado e com má digestão, a farinha é de fato boa.

Essa receita rende 2 assadeiras grandes de 40cm, em torno de 12 pedaços grandes.

Ingredientes:
Para a massa
300 gramas de farinha de trigo integral
200 gramas de farinha de trigo branca
2 colheres de sopa de fermento biológico (20 gramas)
1 colher de sobremesa de sal (5 gramas)
200 ml de água morna (1 xícara)
65 ml de óleo (1/3 xícara)

Para o molho
3 tomates
1/2 cebola grande
1 dente de alho
3 raminhos de manjericão
1 colher de sobremesa de açúcar

Para a cobertura, você pode utilizar diversos ingredientes mas o básico são 400 gramas de mussarela ralada  para 1/2 kg de farinha.

Preparo:
Dissolver o fermento na água. Acrescentar o óleo e misturar bem. Acrescentar o sal e a farinha aos poucos misturando com o fermento dissolvido e começar a sovar a massa, até que ela solte das mãos. Quando estiver bem uniforme, bater a massa numa superfície lisa e enfarinhada, como fazem nas pizzarias. Isso ajuda no processo de fermentação.
Colocar em uma vasilha, cobrir com um pano e manter em local fechado por 1 hora. A massa dobrará de tamanho,

Para o molho, bater todos os ingredientes no liquidificador. Bato com casca, sementes, com tudo, pois uso tudo orgânico.
Esticar a massa, bem esticada na assadeira e deixar descansar por 10 minutos. Ela crescerá mais um pouco. Enquanto isso, pré aquecer o forno em temperatura alta, aproximadamente 250o.
Acrescentar o molho, a cobertura e levar ao forno alto, até que a massa esteja levemente crocante (entre 10-15 minutos).


Mangia che te fa bene!


12 novembro 2015

Iogurte natural (e grego) barbaramente saudável e fácil

Meu 1o iogurte caseiro! Mega saudável, natural, fácil e vale muito mais que um bifinho :D

Via várias pessoas fazendo, já tinha provado na escola do filho, mas só agora testei. Amei!!!

Meu marido consome iogurte diariamente e ficava incomodada com a quantidade de aditivos, corantes, estabilizantes, entre outras coisas. Não é implicância minha, vejam o que tem no rótulo do que ele consumia:
"leite desnatado e/ou leite desnatado reconstituído, soro de leite e/ou soro de leite reconstituído, permeado de soro de leite em pó, preparado de morango (água, polpa de morango, fosfato tricálcio, amido modificado, aromatizante, acidulante, ácido cítrico, conservador, sorbato de potássio, espessantes, goma xantana, pectina, edulcorantes, acessulfame de potássio, sucralose e corante artificial, azorrubina), amido modificado, fermento lácteo e estabilizantes gelatina e pectina. contém glúten, pode conter traços de castanha de cajú"

Oi??? Ninguém precisa de tudo isso dentro do organismo! E esses rótulos com "e/ou", "pode conter", acho bem duvidosos. E glúten num iogurte? Pode conter castanha num iogurte de morango? Não temos alergias ou intolerâncias mas pense bem para que glúten e castanha no iogurte?

Então, precisava resolver essa situação.

Ingredientes:
- 1 litro de leite de sua preferência (pode usar até 4 litros, li que também pode ser sem lactose)
- 1 potinho de iogurte natural
Só isso!!!

Preparo:
Ferva o leite. Aguarde esfriar um pouco até o ponto que consiga manter o dedo dentro dele por 10 segundos. Nesse momento, misture o iogurte e deixe num recipiente fechado no forno ou em outro local quente, por 8 horas pelo menos. Durante esse período, não abra o pote para que o fermento do iogurte possa agir no leite e transformar todo ele. Ele ficará como na foto ao lado.

Dicas:
- Utilizei 1/2 litro de leite integral e 1/2 litro de água, pois prefiro o integral ao desnatado, mas diluo. Sempre compro leite fresco, aquele que fica na geladeira do supermercado, não compro leites em caixinha com validades quase infinitas.
- Pode transferir para uma garrafa e evitar toda hora colocar uma colher ou pode fazer porções individuais como estas
- Se quiser com textura de iogurte grego, basta deixar coando em um paninho de algodão. O soro irá escorrer e se quiser menos firme, basta acrescentar um pouco do soro. Eu gostei bem firme.

- Como fiz apenas 1 litro, ele rendeu aproximadamente 900 ml. Peguei +ou- 400 ml e fiz o grego, que reduziu para menos da metade com a consistência da última foto.

- Deixe para saborizar na hora de consumir. Use sua criatividade. Fica bom tanto como doce quanto em receitas salgadas.
grego com geleia que fiz de maçã, frutas vermelhas e chia

natural com cacau, mascavo, granola e passas

E pronto, além de ter um produto infinitamente mais saudável que o industrializado, o grego ficou ainda mais saboroso que os vendidos por aí e é uma boa economia no bolso, se considerar que 900 ml de iogurte light (não grego) custa em torno de R$8 e gastei apenas R$5,50 para fazer a mesma quantidade.

Mais uma coisa que a indústria alimentícia não verá mais meu dinheiro :)