02 setembro 2015

Incentivando crianças a cozinharem

Cada dia mais, percebo que o paladar realmente é formado desde muito cedo. Claro que há exceção, mas no geral, se a criança tem oportunidade de conhecer o alimento da forma mais natural possível, ela tenderá a recusar menos alimentos.
Nesse sentido, acho que dois fatores são muito importantes - o exemplo e o manuseio.
O exemplo é fundamental, não adianta querer que a criança tenha uma alimentação saudável, se os país também não fazem o mesmo.
O manuseio é muito importante para despertar o interesse pelo alimento também através do tato. Gostaria de ter utilizado o "blw" (1) com meu filho, mas na época desconhecia.
Desde muito cedo, notei que ele gostava de ficar na cozinha comigo e logo comprei panelinhas de brinquedo e via que ele curtia esses momentos.
Logo também começou a pedir para me ajudar e vou ensinando algumas coisas aos poucos. Na escola também há aulas de culinária, o que ajuda ainda mais.
No último sábado, aconteceu a virada sustentável aqui em São Paulo e houve uma oficina de culinária para crianças na biblioteca de um parque. Participamos e foi muito interessante. Abaixo uma reportagem feita sobre a atividade, onde também falei um pouco sobre essa experiência




(1) baby-led-weaning - o bebê guia a introdução alimentar, pode explorar os alimentos através da textura, aroma e sabor.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por entrar em contato