11 fevereiro 2015

Construindo uma geração consciente

Só hoje me dei conta, já faz um tempo que não escrevo nada sobre sustentabilidade. Fico publicando diversas coisas no facebook e instagram, foco na alimentação e esqueci de escrever aqui :)

Hoje, lendo um texto muito interessante de Gabriel Salomão, vi que precisava compartilhar sobre a nova realidade das futuras gerações.


Nesse texto, Gabriel aborda o tema devido a diversas consultas, principalmente de professores de escolas montessorianas, sobre utilizar ou não água no cotidiano das atividades de vida prática nas escolas. Na tentativa de economizar água, muitas escolas estão deixando de utilizar esses exercícios.

O fato é que essas atividades não deixarão de existir na rotina de todos, mas terão que ser redesenhadas, como por exemplo, ao tomar banho, você não ficará mais com a torneira aberta (é o que se espera) enquanto se ensaboa e sendo bastante consciente, passará a aproveitar toda ou parte daquela água do banho.

Ao escovar os dentes, você pode começar a adotar um copo, como muitos já fazem. Entre diversas outras dicas que podem ser encontradas aqui mesmo no blog (Diário sem (ou com pouca) água)

Se uma escola aborda os temas de vida prática com uso consciente de água, reuso dela e buscando cada vez mais respeito aos recursos naturais que ainda possuímos, não tem porque deixar de abordar o tema no dia a dia.

Da mesma forma em casa. Não espere que a escola ensine isso a seu filho, na verdade, o ensinamento tem que vir de casa, não é obrigação da escola, ela pode colaborar, acrescentar e enfatizar muitas práticas de sustentabilidade, mas a responsabilidade é nossa.

Meu filho aos 3 anos, já pergunta - mamãe, agora posso dar descarga? você vai pegar a água da banheira para colocar aqui no vaso? - e também fecha a torneira para se ensaboar, já acostumou a tomar banho com água pelos pés pois o ralo fica fechado para armazenar a água do banho. Além disso, já sabe que a mamãe evita carne, quase não come, e aos 5 pretendo mostrar o porquê.

É por ai. Espero que seja uma geração que continue exercitando o cotidiano cada vez mais consciente e com respeito aos recursos naturais existentes.


foto: site clube mesc

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigada por entrar em contato